Interdisciplinar, plural e potente | Interdisciplinary, plural and potent

Por Isabel Diegues |

Juntar gente para discutir ideias é das coisas mais maravilhosas. Quando essas pessoas são Nayse, Cesar, Marcia, Ailton, Chico, Luiza, Batman, Paula, Pedro e Bia é ainda mais incrível. Ao conhecer o projeto e ser convidada como curadora de literatura, logo me veio a curiosidade sobre o que cada um dos outros curadores, das outras artes, trariam para o projeto. Sendo todos eles figuras fundamentais para a cultura carioca e para o alargamento das perspectivas de suas áreas no Rio, tinha certeza de que o recorte de cada um, o personagem que cada um traria para o encontro de artistas de nove áreas diferentes seria interdisciplinar, plural e potente. A literatura, sendo das artes aqui talvez a mais solitária, quase egoísta em seu isolamento, tiraria um incrível proveito desse encontro multidisciplinar, dessa mistura. Em breve esses artistas vão se conhecer e vão ser arremessados na aventura generosa de criar junto. Em duplas, trios, grupos, transgredindo as barreiras entre as artes, vamos ver surgir ideias, imagens, sons, vozes, barulhos, cores, volumes, gestos, luzes, palavras, compondo um painel vigoroso celebrando a arte, a cultura, o encontro.

. . .

By Isabel Diegues |

To put together people to discuss ideas is one of the most wonderful things. And when these people are Nayse, Cesar, Márcia, Ailton, Chico, Luíza, Batman, Paula, Pedro and Bia, then it is even more incredible. When I was invited to get to know the project and to become a curator of literature for it, soon afterwards arose the curiosity about what each of the other curators, from the other art fields, would bring to the project. Being all of them fundamental pieces for the culture of Rio and for the widening of the perspectives in each of their fields, I was sure that what they would bring, which role they would play in this meeting of 18 artists from 9 different fields would be interdisciplinary, plural and potent. Literature, being one of the artistic fields here which is the most solitary, almost selfish in its isolation, would take incredible advantage from such a multidisciplinary meeting, from such a mix. Soon, these artists will get to know each other and will be thrown into the generous adventure of having to create something together. In duos, trios, groups. composing a vigorous panel celebrating the art, the culture, the meeting.


Isabel Diegues é curadora de literatura da HOBRA | Isabel Diegues is curator of literature for HOBRA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s