Imaginário multicultural | Multicultural imaginary

Por Ailton Franco Jr. |

Holanda, um país que nos provoca um imenso imaginário, é ao mesmo tempo tão distante e tão perto da vasta produção imaginativa e criativa dos cariocas. Uma residência que estabeleça comunicação direta entre artistas holandeses e brasileiros é um caldeirão com potencial de gerar obras de grande ineditismo e força comunicativa. Aqui não importa tanto o que já conhecemos de ambas as culturas, mas sim aquilo que temos por descobrir, conhecer e reinventar.

O que há de mais fundamental na troca mútua de experiências é o fortalecimento de ambas as culturas. A prática artística e cultural, na qual o cinema se insere, torna-se mais viva quanto mais transitável e cambiável ela se permite ser. Todo imaginário deve ser processado e re-processado por diversos agentes, não só para conquistar tônus e significância no presente, mas para que também encontre na multiculturalidade o impulso necessário para se lançar ao futuro. Neste sentido, a experiência proporcionada por esta residência é de grande valia não só para os artistas envolvidos, mas também para o grande público que terá a chance apreciar os resultados conquistados.

. . .

By Ailton Franco Jr. |

Netherlands, a country that provokes in us an immense imaginary, is at the same time so far and so close to the vast imaginative and creative production from people from Rio de Janeiro. An artistic residency that establishes direct communication between Dutch and Brazilian artists is a cauldron with the potential to generate works of great originality and communicative power. Here, it doesn’t matter that much what we already know about both cultures, but that which we still have to discover, to get to know and to reinvent.

That, which is the most fundamental in this mutual exchange of experiences, is the strengthening of both cultures. The artistic and cultural practices, where Film inserts itself, becomes more alive the more passable and shiftable it allows itself to be. All imaginary must be processed and re-processed through various agents, not only to conquer a tone and significance in the present, but so that it finds in the multiculturality the necessary impulse to launch itself in the future. In this sense, the experience provided by this residency is of great value not only for the artists involved, but also for the wide public, who will have the chance to appreciate the achieved results.


Ailton Franco Jr. é o criador do Festival Curta Cinema e curador de cinema da HOBRA | Ailton Franco Jr. is the creator of Curta Cinema Festival, also curator of film for HOBRA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s