CURADORES / CURATORS

Pedro Rivera_1

PEDRO RIVERA – STUDIO X
ARQUITETURA  / ARCHITECTURE

Pedro Rivera é arquiteto formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Urbanismo da UFRJ. Sócio do escritório Rua Arquitetos e diretor do Studio-X Rio (parte de uma rede global que se dedica a pensar o futuro das cidades, capitaneada pela Escola de Arquitetura, Planejamento e Preservação da Universidade de Columbia, em Nova York), ele teve projetos expostos no MoMA NY, na Bienal de Arquitetura de Chicago, no MAK Viena e Bienal de Arquitetura de Veneza. Entre seus projetos no Rio de Janeiro, destaque para a Sede do Campo de Golfe Olímpico, na Barra da Tijuca, e a Galeria Babilônia 1500, incrustada no Morro da Babilônia, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Pedro Rivera is an architect graduated from Universidade Federal do Rio de Janeiro and a Professor at the postgraduate program in Urbanism, at the same university. He is an associate at the architecture office Rua Arquitetos and director of Studio-X Rio (which is part of a global network that thinks about the future of cities, commanded by the School of Architecture, Planning and Preservation of the Columbia University, in New York). He had his projects exhibited at the MoMA NY, at the Chicago Architecture Biennial, MAK Vienna and Venice’s Architecture Biennial as well. Among his projects in Rio de Janeiro stand out the Olympic golf course headquarters, at the Barra da Tijuca neighborhood, in Rio, and Galeria Babilônia 1500, encrusted in Morro da Babilônia, at the Southern Zone of the city.


Oficina de Arquitetura Travessias 4 -  Foto: Douglas Lopes

LUIZA MELLO – AUTOMATICA
ARTES VISUAIS / VISUAL ARTS

Formada em História pela Universidade de São Paulo e em História da Arte pela Sorbonne (Paris I), Luiza Mello tem pós-graduação em História da Arte e Arquitetura do Brasil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. É diretora-geral da produtora Automatica, fundada por ela em 2005, e há mais de quinze anos atua como produtora-executiva de exposições – entre elas, Retrospectiva Cildo Meirelles (no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, em 2001), Rachel Whiteread (também no MAM-RJ, em 2003), Yanomami, O Espírito da Floresta (Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio, em 2004), Travessias (Galpão Bela Maré, Rio de Janeiro, 2011, 2013, 2014, 2015), Amor, de Luiz Zerbini (MAM, Rio de Janeiro, 2012) e Imaterialidade (SESC Belenzinho, São Paulo, 2015).

Graduated in History from the Universidade de São Paulo and in Art History from Sorbonne, in Paris, Luiza Mello has also a post-graduate degree in Art History and Architecture of Brazil from Pontifícia Universidade Católica of Rio de Janeiro. She is Automatica producing house’s general director (it was founded by her in 2005) and for more than 15 years she has been acting as an executive producer of exhibitions, such as Retrospectiva Cildo Meirelles (at Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro/Modern Art Museum of Rio de Janeiro, in 2001), Rachel Whiteread (also at the same place, in 2003), Yanomami, O Espírito da Floresta (Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, in 2004), Travessias (Galpão Bela Maré, Rio de Janeiro, 2011, 2013, 2014, 2015), Amor, from Luiz Zerbini (MAM – Modern Art Museum, Rio de Janeiro, 2012) and Imaterialidade (SESC Belenzinho, São Paulo, 2015).


Ailton Franco

AILTON FRANCO JR. – CURTA CINEMA
CINEMA / FILM

Formado em Economia e em Cinema pela Universidade Federal Fluminense, Ailton Franco Jr. trabalha como produtor executivo de cinema e de eventos desde 1992. É o idealizador e diretor do Festival Curta Cinema, que em 2016 completará 26 anos. Já produziu longas, documentários e curtas-metragens, entre eles Exilados do Vulcão, de Paula Gaitán (eleito pelo júri oficial como melhor filme do Festival de Brasília em 2013), e Dadá, de Eduardo Vaisman, vencedor do prêmio de Melhor Curta pelo júri popular no Festival do Rio, em 2002.

Graduated in Economy and Film from Universidade Federal Fluminense, Ailton Franco Jr. works as film executive producer since 1992. He is the creator and director of Festival Curta Cinema, which in 2016 will be in its 26 th year. He has produced full feature films, documentaries and short films, among them Exilados do Vulcão, from Paula Gaitán (chosen as best film at the Festival de Brasília, in 2013, by the official jury) and Dadá, from Eduardo Vaisman, winner of the Best Short award by the popular jury at Festival do Rio, in 2002.


Nayse Lopez

NAYSE LÓPEZ – FESTIVAL PANORAMA
DANÇA / DANCE

Nayse López é jornalista cultural, crítica de dança e bacharel em Comunicação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Foi editora do Jornal do Brasil e, em 2003, criou a idança.net, primeira revista profissional sobre dança contemporânea da internet brasileira, que edita até hoje. Desde 2005, Nayse exerce o papel de diretora artística do Festival Panorama, um dos mais importantes eventos de dança do país.

Nayse López is a culture journalist, dance critic, with a Bachelor’s degree from Pontifícia Universidade Católica of Rio de Janeiro. She was an editor for newspaper Jornal do Brasil and, in 2003, she created idança.net, the first Brazilian online professional magazine about contemporary dance, which she edits until today. Since 2005, Nayse is artistic director of Festival Panorama, one of the most important dance events of Brazil.


Paula Camargo

PAULA CAMARGO – CENTRO CARIOCA DE DESIGN
DESIGN

Paula de Oliveira Camargo formou-se em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, tem mestrado em História, Política e Bens Culturais pela Fundação Getúlio Vargas e cursos de extensão pelo Instituto COPPEAD de Administração da UFRJ, pela ENA – Escola Nacional de Administração em Paris e pela Universidade de Columbia, em Nova York. Desde 2009, atua como gerente do Centro Carioca de Design, ligado ao Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH) da Prefeitura do Rio. Em 2012, Paula coordenou a realização do Fórum Mundial de Criatividade, dentro da programação do CRio Festival. No mesmo ano, publicou As Cidades, a Cidade: Política e Arquitetura no Rio de Janeiro, pela Livraria e Edições Folha Seca.

Paula de Oliveira Camargo graduated in Architecture and Urbanism from Universidade Federal do Rio de Janeiro, having also a Masters in History, Politics and Cultural Patrimony from Fundação Getúlio Vargas and extension courses from Instituto COPPEAD de Administração from UFRJ, from ENA – Escola Nacional de Administração in Paris and Columbia University, in New York. Since 2009, she is a manager of Centro Carioca de Design, connected to Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH), from Rio’s City Hall. In 2012, Paula coordinated the realization of Fórum Mundial de Criatividade, inside the program of CRio Festival. The same year, she published As Cidades, a Cidade: Política e Arquitetura no Rio de Janeiro, by Livraria e Edições Folha Seca publishing house.


MB118

ISABEL DIEGUES – COBOGÓ
LITERATURA / LITERATURE

Isabel Diegues é diretora editorial da Cobogó, criada em 2008 com foco em publicações sobre arte e cultura contemporâneas. Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, organizou livros como Adriana Varejão – Entre Carnes e Mares (2010), Pintura Brasileira Séc. XXI (2011), Gerald Thomas – Arranhando a Superfície (2012) e Fotografia na Arte Brasileira Séc. XXI (2013). É organizadora da Coleção Dramaturgia na mesma editora, dedicada à publicação de obras teatrais contemporâneas. No cinema, foi diretora e roteirista dos premiados curta-metragens Vila Isabel (1998) e Marina (2003), e produtora executiva de Madame Satã (2002), longa de Karim Aïnouz.

Isabel Diegues is editorial director of Cobogó publishing house, which was created in 2008 with a focus in publications about contemporary art and culture. Graduated in Languages from Pontifícia Universidade Católica of Rio de Janeiro, she has put together books like Adriana Varejão – Entre Carnes e Mares (2010), Pintura Brasileira Séc. XXI (2011), Gerald Thomas – Arranhando a Superfície (2012) and Fotografia na Arte Brasileira Séc. XXI (2013). She is the organizer of Coleção Dramaturgia, for the same publishing house, dedicated to the printing of contemporary theatrical works. She also directed and wrote screenplays for the short films Vila Isabel (1998) and Marina (2003) and was executive producer of Madame Satã (2002), a full feature by Karim Aïnouz.


Chico Dub_crédito Coletivo Clap

CHICO DUB – NOVAS FREQUÊNCIAS
MÚSICA / MUSIC

Curador com foco em música experimental e de vanguarda, Chico Dub é idealizador e diretor artístico do Novas Frequências – criado em 2011, o festival integra a I.C.A.S. (International Cities of Advanced Sound), uma rede global de eventos de música avançada. Chico realizou curadorias para o Sónar São Paulo (2012), Festival Eletronika (2013, 2014 e 2015), SESI Cultura Digital (2014 e 2015) e Red Bull (desde 2014). É idealizador e curador da série de coletâneas Hy Brazil, que mapeia a nova produção eletrônica e experimental brasileira, e coidealizador e roteirista do documentário Dub Echoes, sobre a influência do dub jamaicano para o nascimento do hip-hop e da música eletrônica. Atualmente, é colunista semanal do jornal de Belo Horizonte Hoje em Dia e coapresentador do programa de rádio português Ginga Beat (Red Bull Music Academy Radio e Vodafone FM).

A curator with a focus on experimental and cutting-edge music, Chico Dub is the creator and director of Novas Frequências, a festival created in 2011, which is a member of I.C.A.S. (International Cities of Advanced Sound), a global network of advanced music events. Chico has done curatorships for Sónar São Paulo (2012), Festival Eletronika (2013, 2014 and 2015), SESI Cultura Digital (2014 and 2015) and Red Bull (since 2014). He is the creator and curator of the compilation series Hy Brazil, which maps out the Brazilian new electronic and experimental music scene, also a co-creator and screenwriter of the documentary Dub Echoes, about the influence of the Jamaican dub in the birth of hip-hop and electronic music. Currently, he is a weekly columnist at the newspaper Hoje em Dia, from the city of Belo Horizonte, and a co-host of the Portugal’s radio show Ginga Beat (Red Bull Music Academy Radio and Vodafone FM).


Batman Zavareze 1

BATMAN ZAVAREZE – MULTIPLICIDADE
NOVAS MÍDIAS / NEW MEDIA

Bacharel em Comunicação Visual, Batman Zavareze também estudou pintura, fotografia de cinema e direção de documentário. Começou sua carreira na MTV, em 1992. Foi residente de arte na Fabrica, centro de pesquisa de comunicação da Benetton (entre 1998 e 1999), e responsável pela direção de arte de shows de Marisa Monte, Paralamas do Sucesso e Los Hermanos, entre outros. Artista audiovisual, Batman trabalhou em projetos multidisciplinares para canais de televisão, teatro, exposições e performances ao vivo com forte pegada tecnológica. É fundador e curador do projeto Multiplicidade Imagem_Som_Inusitados, festival de performances que mescla arte e tecnologia, realizado regularmente nos últimos doze anos.

With a bachelor’s degree in Visual Communication, Batman Zavareze has also studied painting, cinematography and documentary direction. He started his career on MTV-Brazil in 1992. He was an artist-in-residence at Fabrica, a communications research center from Benetton (1998-99) and he was a production designer of concerts by Marisa Monte, Paralamas do Sucesso and Los Hermanos, among others. As an audiovisual artists, Batman has worked in multidisciplinary projects for television channels, theater, exhibitions and live performances, all markedly technological. He is the founder and curator of the project Multiplicidade Imagem_Som_Inusitados, which is a festival of performances that mix art and technology that has been happening for the past twelve years.


Tempo

TEMPO_FESTIVAL
TEATRO / THEATRE

BIA JUNQUEIRA 

Bia Junqueira é artista multidisciplinar, curadora e produtora cultural. Viveu por onze anos na França, onde atuou nas áreas de artes cênicas, audiovisual e artes plásticas. Trabalhou com Josef Svoboda, Tadeusz Kantor, Bob Wilson e Patrice Chéreau. Criou cenários para diretores como Jorge Lavelli, Bernard Sobel, Hector Babenco, Guel Arraes, Michel Melamed e direção de arte para cineastas como Laurent Perrin, Walter Lima Júnior e Marcos Bernstein. Bia lecionou na École Supérieure du Spectacle, em Paris, mediadora do Fórum Cultural Mundial em 2004, integrou o júri internacional do Divine Komedy Festival, na Polônia, em 2013-2014, e desde 2013 é jurada do Prêmio Shell de Teatro. Foi uma das fundadoras, diretoras e curadoras do festival internacional de artes cênicas riocenacontemporanea (1996–2008) e, a partir de 2009, do TEMPO_FESTIVAL. Em 2016, recebeu os Prêmios APTR e Cesgranrio de Teatro na categoria Melhor Cenografia pelo conjunto das obras Santa Joana dos Matadouros, Meu Saba e Santa.

Bia Junqueira is a multidisciplinary artist, curator and cultural producer. She lived eleven years in France, where she acted in the areas of performing, audiovisual and visual arts. She worked with Josef Svoboda, Tadeusz Kantor, Bob Wilson and Patrice Chéreau. She was a scenographer for directors such as Jorge Lavelli, Bernard Sobel, Hector Babenco, Guel Arraes, Michel Melamed and production designer for filmmakers like Laurent Perrin, Walter Lima Júnior, Marcos Bernstein. Bia was a Professor at the École Supérieure du Spectacle, in Paris, mediator at the Fórum Cultural Mundial, in 2004, a member of the international jury of Divine Komedy, in Poland, in 2013-14, and, since 2013, she is a juror at the Prêmio Shell de Teatro. She was one of the founders, directors and curators of the international performing arts festival riocontemporanea (1996-2008) and, since 2009, of TEMPO_FESTIVAL. In 2016, she was awarded the Prêmio APTR and Cesgranrio de Teatro in the category Best Scenography, for the conjunction of her works Santa Joana dos Matadouros, Meu Saba and Santa

CESAR AUGUSTO

Cesar Augusto é ator, diretor, produtor e cenógrafo, membro da Cia dos Atores. Desenvolveu e participou de projetos como o riocenacontemporanea (no Rio de Janeiro) e o Festival de Teatro de São José do Rio Preto (em São Paulo). Participou do núcleo de direção artística, através da Cia. dos Atores, do Espaço Cultural Sérgio Porto e do Teatro Ziembinski, em projetos de Ocupação Artística da Prefeitura do Rio de Janeiro. Foi diretor artístico da Ocupação CÂMBIO, no Teatro Gláucio Gill (2010-2011) e Teatro Municipal Café Pequeno (2012-2015). Desde 2013, está em cena com Conselho de Classe, de Jô Bilac. Diretor de A Tropa (texto de Gustavo Pinheiro premiado no Festival Seleção Cena Brasil 2015), A Vida de Dr. Antônio Contada por Elle Mesmo (baseado no livro Memórias de um Rato de Hotel, de João do Rio) e Mamãe, de Álamo Facó, entre seus últimos trabalhos. É curador de artes cênicas do Galpão Gamboa, agraciado com o prêmio da Associação dos Produtores de Teatro do Rio de Janeiro na categoria especial pelo projeto Gamboavista. Cesar também dirige o TEMPO_FESTIVAL, desde sua criação, e faz parte do Conselho Estadual de Política Cultural.

Cesar Augusto is an actor, director, producer and choreographer, member of Cia dos Atores. He has developed and participated in projects like riocenacontemporanea, in Rio de Janeiro, and Festival de Teatro de São José do Rio Preto, in São Paulo. He was part of the nucleus of the artistic direction of Espaço Cultural Sérgio Porto, through Cia dos Atores, and of Teatro Ziembinski, on projects of artistic occupation for Rio de Janeiro’s City Hall. He was the artistic director of Ocupação CÂMBIO, at Teatro Gláucio Gill (2010-11) and Teatro Municipal Café Pequeno (2012-15). Since 2013, he is on stage with Conselho de Classe, from Jô Bilac. He directed A Tropa (written by Gustavo Pinheiro, awarded at the Festival Seleção Cena Brasil, 2015), A Vida de Dr. Antônio Contada por Elle Mesmo (based on the book Memórias de um Rato de Hotel, by João do Rio) and Mamãe, from Álamo Facó, among his latest works. He is a curator of performing arts for Galpão Gamboa and was bestowed with the prize from the association of theater producers of Rio de Janeiro in the special category for the project Gamboavista. Cesar also directs TEMPO_FESTIVAL since its creation and is part of the Conselho Estadual de Política Cultural (State Council for Cultural Policies). 

MÁRCIA DIAS

Márcia Dias é uma das mais ativas profissionais no Brasil na área de produção cultural. Diretora da Buenos Dias Projetos e Produções Culturais, atua há mais de 25 anos na realização de projetos artísticos e culturais de naturezas diversas. Especialista em leis de incentivo à cultura, constantemente desenvolve estudos sobre as novas leis de cultura, decretos, portarias e instruções normativas, estando sempre em constante comunicação com o Ministério da Cultura e as secretarias estaduais e municipais de cultura em todo o Brasil, comentando textos e publicações legais, e ainda produzindo pareceres sobre as modificações e aprimoramentos das leis culturais. É diretora e curadora do TEMPO_FESTIVAL – Festival Internacional de Artes Cênicas do Rio de Janeiro. A partir de 2016, integrará a comissão de curadores do Festival Internacional Frinje de Madrid. Entre os projetos realizados, destaca: Pérola, de Mauro Rasi; Lenine InCité CD e DVD, gravado no Cité de La Musique, em Paris; Ser Minas Tão Gerais, de Milton Nascimento e o Grupo Ponto de Partida, no Théâtre des Champs-Élysées, em Paris, coprodução Tribo Produções Artísticas e Dream Factory; Milton Nascimento e Tambores de Minas, no Lincoln Center, em Nova York, coprodução Tribo Produções Artísticas e Dream Factory; Música & Imagem – Theatro Municipal, com 3Tempos Produções Artísticas; e Elis – A Musical, coprodução Aventura Entretenimento e MRG. O seu mais novo empreendimento é o Sistema WebCultural, voltado para a gestão de empresas e projetos culturais.

Márcia Dias is one of the most active professionals in Brazil in the area of cultural production. Director of Buenos Dias Projetos e Produções Culturais, she has been acting in the realization of artistic and cultural projects of various types for over 25 years. She is an expert in laws of incentive to culture, constantly developing studies about the newest legal rules, decrees, executive orders and normative instructions, being in constant contact with the federal Culture Ministry, the federative States’ and municipal culture departments all over Brazil, commenting on texts and legal publications, besides producing legal opinions about the modifications and improvements of cultural laws. She is one of the directors and curators of TEMPO_FESTIVAL – International Performing Arts Festival of Rio de Janeiro. Starting in 2016, she became part of the commission of curators of the Madrid International Festival Frinje. Among her projects are: Pérola, from Mauro Rasi; Lenine InCité CD/DVD, recorded at Cité de La Musique, in Paris; Ser Minas Tão Gerais, from Milton Nascimento and Grupo Ponto de Partida, Théâtre des Champs-Élysées, in Paris, a coproduction of Tribo Produções Artísticas and Dream Factory; Milton Nascimento e Tambores de Minas, Lincoln Center, New York, a coproduction of Tribo Produções Artísticas and Dream Factory; Música Imagem – Theatro Municipal, with 3Tempos Produções Artísticas; and Elis – A Musical, coproduction of Aventura Entretenimento and MRG.